Redes Sociais



Layout desenvolvido por Renata. Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Pesquisar este blog

Postagens populares

terça-feira, 31 de maio de 2011

Atualizações de quase um ano

IMG_8050

- Sobre o desenvolvimento:

Essa semana nasceu mais um dente inferior central, ela ficou chata, com o nariz escorrendo e acordando várias vezes a noite, coisa que ela não tem costume e quando nos demos conta um novo dente rompeu a gengiva, está a coisa mais fofa do mundo com aqueles dois dentinhos na frente, o sorriso cada dia que passa está mais gracioso. Preciso tirar uma foto para registrar esse momento, mas é difícil porque ela simplesmente não abre a boca para que consigamos fotografar, só conseguimos ver bem quando ela sorri ou chora.

Continua rolando muito bem, agora levanta bastante o tronco e começou a levantar também o bumbum numa tentativa de engatinhar, ela ainda não estica os braços para ajudar no impulso, mas acredito que seja uma questão de tempo para aprender, aí acredito que ela vá começar a engatinhar.

Ainda não está sentando sozinha, mas notei que está um pouco mais durinha, estamos estimulando bastante e evitando deixá-la longos períodos deitada para que a coluna se fortaleça.

Começou aos poucos a voltar a ter interesse pelos brinquedos. Ontem (30/05) brincou um pouco com o chocalho e um mordedor em forma de Mônica. Antes de ficar doente ela adorava esses dois brinquedos, acho que aos poucos o cérebro dela está relembrando as coisas. Cada coisinha dessa que ela demonstra evoluir nos dá uma esperança enorme na sua recuperação.

Ainda não pronuncia nenhuma palavra com clareza, mas cada dia que passa aprende a falar novas sílabas naquela linguagem de bebês. Ás vezes saem palavras involuntárias (mas que são tão bonitinhas!!!) e o Diego acha que ela está tentando falar mamãe, vamos ver, tomara que sim!

- Consulta com o pediatra:

Ontem (30/05) foi dia de consulta de rotina com o pediatra. Ele examinou, olhou os dentinhos, recomendou a limpeza com escovinha de silicone e pasta de dente infantil para prevenir a placa bacteriana, mediu (está com 76 centímetros!!!) e pesou (9.300) ela emagreceu nos últimos meses, também pudera, foram tantas crises neurológicas que afetaram a alimentação dela, por dias ela ficou sem se alimentar direito, sem tomar o leite e sem conseguir engolir a papinha. De uns dias pra cá isso se normalizou, ela voltou a mamar bem suas três mamadeiras diárias e voltou a comer bem (uma pratada!!!) de papinha. Nos recomendou a começar a dar comida de casa, bem amassada para ela, pra sair do mundo da sopa pra ela ir se acostumando com as comidas comuns e que comer o que a gente come junto conosco poderá estimular a comer melhor e com mais vontade, porque até então ela comia a sopa dela num horário separado das nossas refeições. Continua tomando as vitaminas (Ad-til e Noripurum), recomendou soro fisiológico para limpar o narizinho no inverno para melhorar a coriza comum à estação do ano. Orientou que comprássemos um travesseiro mais alto para ela pra evitar numa eventual crise de epilepsia de madrugada que ela engasgue com a saliva, caso não acordemos no momento da convulsão.

Esse pediatra é outro, não é aquele grosseirão que me disse que eu era neurótica quando liguei pra ele relatando os espasmos da Sarah, esse médico é bem experiente, paciente e ouviu tudo a respeito do problema dela.

No ponto de vista clínico ele disse que ela está bem, se desenvolvendo normalmente exceto o atraso do DNPM (desenvolvimento neuro-psico-motor) que ela apresenta devido aos espasmos infantis que ela tem diagnóstico. Diante de alguns sintomas que ele avaliou durante a consulta os que chamaram muito sua atenção foi o fato dela olhar fixamente para a mão direita, ficar o tempo todo brincando com a chupeta, não prestar atenção quando chamamos ou emitimos algum som perto do seu ouvido, ele levantou a suspeita de AUTISMO, porém não nos alarmou e orientou que devemos conversar sobre esse assunto com a neurologista dela e solicitar uma avaliação mais detalhada sobre o assunto.

Eu obviamente saí na internet em busca de informações sobre os sintomas de autismo e achei que ela não apresenta os sintomas clássicos e que essa repetição de movimentos tem mais a ver com o quadro de psicose que a Síndrome de West apresenta, mas já que essa hipótese foi levantada a gente tem que investigar para tratar corretamente caso aconteça.

Durante essas peregrinações à médicos eu aprendi que muitas vezes eles jogam com hipóteses diagnósticas e previsões com base em outros casos e que nem sempre aquilo se concretiza conosco, então aprendi também a não me desesperar no primeiro momento, esperar os exames e tomar as devidas providências somente depois da comprovação da suspeita, todos sabemos que o autismo é uma doença de difícil diagnóstico e tratamento e prognóstico desfavorável, mas não posso me desesperar e entrar em pânico, tenho que manter a serenidade para pensar e procurar ajuda necessária para reverter esse quadro.

Ontem também ela tomou a segunda dose da vacina da gripe e estamos nos preparando para as reações rsrsrsrs.

- Sobre a reabilitação:

Conforme comentei no post anterior, ela precisará fazer reabilitação para recuperar os movimentos perdidos e aprender os novos que tem dificuldade de aprender sozinha.

Como estamos sem convênio médico, estávamos procurando uma clínica particular e iríamos pagar o tratamento, porém encontramos um anjo em nosso caminho que nos indicou uma universidade perto de casa que tem o serviço de reabilitação para crianças especiais gratuitamente e conseguimos uma vaga lá.

Ela vai fazer o tratamento duas vezes por semana, irá realizar exercícios com as fisioterapeutas, com brinquedos, no chão e possívelmente se necessário também na piscina. Numa primeira avaliação a fisio nos disse que ela tem todos os movimentos normais, que precisa apenas aprender a utilizá-los da maneira correta e que ela irá gradativamente aprender a sentar, ficar em pé apoiando nas coisas e depois andar, que provavelmente ela terá uma evolução boa, pois não tem seqüelas físicas graves, tem apenas uma lentidão normal à crianças com problemas neurológicos, tem os músculos hipotônicos (moles e fracos) devido à medicação e a reação do corpo à SW (Síndrome de West).

- Fechamento do diagnóstico:

É praticamente certo que ela tenha Síndrome de West mesmo. Todo o histórico e a evolução apontam pra isso e após a ressonância ela terá a definição correta. Já me conformei e entendi que o que tenho a fazer é procurar o melhor tratamento e melhores condições de vida pra ela, que não posso mudar a realidade, que tenho que deixar de ficar revoltada e procurar uma maneira de conviver pacificamente com tudo isso que está acontecendo.

Quero dizer novamente que isso nada tem a ver com amor, tem a ver com a parte racional de ser mãe, aquela parte que precisa pensar para prover boas condições de vida ao filho, aquela parte que tem que pensar onde levar para oferecer o melhor tratamento, que tem que trabalhar para ter condições financeiras de oferecer conforto etc. Eu amo incondicionalmente minha filha e acima de qualquer doença ou deficiência. Nunca vou deixar de amar e ela nunca será um fardo na minha vida, pelo contrário se tenho a leveza que tenho hoje em encarar as situações com outros olhos é porque ela está na minha vida me trazendo felicidade.

- Sobre os preparativos da festa:

Está quase tudo pronto! Também teria que estar né? Faltam só onze dias e graças a Deus temos conseguido preparar tudo do jeito que queríamos. Já entregamos praticamente todos os convites e a parte de decoração está toda devidamente providenciada. A parte da comida também está paga e o bolo encomendado. Estou finalizando a retrô e assim que estiver pronta coloco aqui para vocês verem. Abaixo vou postar a arte do convite que eu mesma fiz e mandei revelar em papel fotográfico brilhante, comprei envelopinho vermelho e ficou uma graça e super baratinho.

Falta só providenciar a roupinha dela, estou em dúvida se a fantasio de Minnie ou se compro uma roupinha vermelha com detalhes amarelos (cor da festa), o que vocês acham? Aceito opiniões, pois estou confusa rsrsrsrs.

Enfim, foram muitas novidades nesses últimos dias, tenho demorado a postar, por isso os assuntos se acumulam, mas o que importa é registrar tudo isso com riqueza de detalhes, pois não dá pra confiar na memória, porque ela falha e sei que quando ela for maior terá curiosidade em saber essas coisas, assim como tenho e pergunto pra minha mãe e ela diz que não lembra mais.

Enfim, esse é mais um registro do primeiro aninho de vida da minha florzinha.

Um beijo e até mais!!!

terça-feira, 24 de maio de 2011

Notícias boas e outras nem tanto

Sei que a gente não deve ficar murmurando e duvidando que as coisas vão dar certo. Devemos colocar Deus a frente de tudo que acontece na nossa vida e não podemos ficar reclamando o tempo todo, mas tem hora que a serenidade de monge dá lugar à incerteza.

Ontem foi dia de consulta da Sarah na neurologia do HC (Hospital das Clínicas), saiu o resultado dos exames de sangue e todos deram normais, isso significa que ela não tem doença genética e nem nenhuma outra anormalidade mais grave (muitas outras síndromes são diagnosticadas através desses exames que ela fez). Tem retorno marcado para dia 06/06 e neste mesmo dia fará outro EEG para avaliar os efeitos do remédio.

Nos últimos dias ela tinha tido um salto grande no desenvolvimento e estava fazendo muitas coisas novas e demonstrava ter endurecido bastante a musculatura o que nos deixou radiantes. Porém essa semana ela não está legal novamente, está mole, não está sentando sozinha mais, continua rolando e desvirando muito bem, mas o que me preocupa muito é o fato dela ter deixado de sentar sozinha novamente. Voltou a olhar demais para a mão novamente e não está se interessando pelos brinquedos, apenas olha para a mão e brinca com a chupeta, somente se interessa pela chupeta, mas nada chama sua atenção.

As médicas fizeram alguns testes visuais e auditivos e confirmaram que ela tem realmente um atraso considerável no desenvolvimento neurológico e motor e nos deram encaminhamento para a reabilitação e fisioterapia para minimizar as conseqüências da doença no desenvolvimento dela.

Isso me deixa muito triste porque não queria ver minha filha nesse estado sabe? Foi uma luta muito grande para chegar até aqui e agora me vejo assim impotente sem poder fazer nada por ela e vendo os dias e meses passarem e ela ficar para trás. O futuro me assusta, será que ela será uma criança que conseguirá se relacionar com outras da idade dela? Será que vai conseguir estudar? E quando eu não estiver mais aqui será que terá condições de seguir a vida sozinha? Tenho medo que ela não ande, não fale e não se desenvolva o suficiente para ser independente, não sei se vocês entendem minha angústia e nesse momento ela é muito grande.

Quanto à ressonância ela fará o mês que vem, a médica passou ela na frente de outras crianças visto o quadro que ela encontrou ontem, ela quer saber se alguma área do cérebro dela tem alguma deficiência, eu peço a Deus todos os dias que não seja nada de grave no cérebro porque aí a certeza da seqüela é grande, mas enfim, tento não sofrer por antecipação, mas é muito difícil uma mãe não pensar no futuro do seu filho.

Casei...

Descobri o diabetes...

Lutei para controlar e poder engravidar...

Tenho a graça de engravidar no primeiro mês de tentativas...

Lutei a gravidez toda para o meu problema não afetar a Sarah...

Ela nasce, tem hipoglicemia e icterícia grave...

Fica oito dias na UTI e vem para casa boa...

Aos nove meses e meio começa a ter espasmos epiléticos...

E agora não se desenvolve adequadamente...

Por que meu Deus?

Sei que a doença não está somente na casa do vizinho, mas tem horas que eu perco as forças e a vontade de lutar diante de tantas dificuldades.

Minha filha é tão linda, me dói muito pensar que ela não possa ter uma vida normal.

----------------------------------------------- Mudando de assunto agora!

Vamos falar de uma coisa muito bonitinha que aconteceu a semana passada.

Na quinta feira vimos o primeiro dentinho dela!!!

O inferior central direito a coisa mais linda do mundo, nunca pensei que pudesse ficar tão feliz com um dente kkkkk!

No nosso atual momento cada coisinha nova que ela nos mostra é motivo de muita alegria e esperança, portanto esse dente foi a sensação lá em casa a semana passada.

Mãe, pai, avós são bobos mesmo, fizemos a maior festa por causa desse dente.

O central inferior esquerdo está para romper a gengiva também, acho que em alguns diazinhos ela terá o segundo dente.

--------------------------------------------------Mudando de assunto denovo

Os preparativos da festa estão indo de vento em popa, já compramos quase todos os descartáveis e itens de decoração. Compramos uma parte dos refrigerantes e já entregamos quase todos os convites. Até agora está tudo correndo conforme o planejado.

Num outro post volto com mais detalhes da festa.

Um beijo em todos que me lêem e mais uma vez desculpe pela ausência nos comentários, estou tentando me organizar, mas a vida anda de cabeça pra baixo.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Preparativos para a festinha de 1 ano

DSC03669

A decoração que alugamos é parecida com essa acima.

 

Daí que a festa está chegando...

Mas está muito próxima mesmo...

E eu não resolvi quase nada...

Já posso entrar em pânico???

Pois bem, nada de desespero nem de arrancar todos os cabelos, vai dar tempo de fazer tudo, afinal não será um evento histórico e sim uma festa simples para dar ação de graças a Deus pelo primeiro ano de vida da minha princesinha.

Não temos condições nem de contratar Buffet e nem de alugar salão de festas, então tudo será feito e organizado por nós mesmos lá de casa com a ajuda de alguns amigos que se disponibilizaram a doar um pouco do seu tempo para encarar esta empreitada.

Bom, eu já tinha feito um post há um tempo falando dos detalhes, mas desconsiderem (kkkkkk) porque eu mudei a maioria das coisas que disse lá.

A começar pelo tema (mewdeusdocéuquepode) como é difícil definir tema de festa infantil!!! O primeiro tema que pesquisei foi Princesas Disney, sempre achei esse tema lindo e a princípio era esse que eu queria fazer, inclusive falei sobre ele no post anterior sobre a festa. Mas depois refleti e acho que esse tema ficará mais bonito quando ela for maior, tipo uns 3 ou 4 anos, agora acho que não ficaria tão legal. Aí decidimos por fazer sobre a Mônica, ela adora uma boneca Mônica que demos pra ela de dia das crianças, mas não encontrei opções legais de painéis com a Mônica sozinha, só encontro a turma toda e não acho legal para menina, então mudei de idéia. Ontem conversando com o Diego decidimos pela Minnie, encontrei uma infinidade de itens para comprar e milhões de moldes para fazer em casa e me apaixonei pelas possibilidades de coisinhas personalizadas que dá pra fazer nesse tema. Nesse fim de semana vou comprar os materiais de papelaria e fazer uns testes, caso dê certo vou fazer a maioria dos detalhes de enfeites, lembrancinhas, convite e até as forminhas de doce com a carinha, as orelhas e o lacinho vermelho da Minnie, acho que ficará uma gracinha e tudo com o nome da Sarah. Quando fizer fotografo tudo e coloco para vocês aqui no blog.

Já fizemos a lista de convidados e agora estamos calculando os preços dos comes e bebes, planejando tudo que será servido, quantidade, valores e fornecedores. Criei uma planilha para controlar tudo senão vou esquecer a metade.

O convite farei eu mesma, vou tirar umas fotos legais dela e confeccionar e imprimir neste fim de semana mesmo já que estamos relativamente atrasados com a entrega dos convites, já falta pouco mais de um mês e ainda não entregamos nenhum.

Vou criar a retrospectiva que vamos exibir antes do parabéns, tenho mil e uma idéias diferentes, acredito que vá ficar bem bonita e emocionante porque o que mais tenho é foto da Sarah.

Descobri que amo planejar festa infantil kkkkk. Estou adorando entrar nesse universo, acho lindo festa personalizada onde a família faz a maioria das coisas, mostra o carinho e o desejo de realizar um evento com a cara da criança. Óbvio que algumas coisas vou comprar pronto pela praticidade e pelo tempo também que é curto. E outras coisas mais elaboradas eu nem sei fazer, então melhor não me envolver com coisas que não são minha especialidade. Recortes em papel, lacinhos de cetim eu até tenho certa habilidade, agora trabalhar com isopor, tecidos, pintura e essas coisas que exigem maior talento para trabalhos manuais já é demais pra mim.

Por um acaso encontramos bem perto de casa uma loja que aluga decorações para festas infantis e encontramos uma mesa da Minnie que já vem com tudo, painel, toalha, enfeites e alugamos por um preço bem bacana, vai ficar mais barato do que comprar tudo e bem mais bonito porque é feito por profissionais.

O centro de mesa vou tentar fazer um cachepô de papel cartão, dentro vou colocar florezinhas de jujuba e no meio um pirulito com a cabeça da Minnie colada, vou fazer o teste no fim de semana também.

Vai dar bastante trabalho, mas acho que vai ser uma festa linda e vai ficar marcado pra sempre na nossa memória e eternizado em fotos.

Em breve voltarei com maiores detalhes dos preparativos.

Bjus em todos!

sábado, 14 de maio de 2011

Onze meses + Notícias da saúde da Sarah

IMG_0430

Dia 11/05 minha bochechuda fez onze meses. Vou dizer pela trilionésima vez: COMO O TEMPO PASSOU RÁPIDO!

Parece que foi ontem que fui morrendo de medo na farmácia perto do outro trabalho e toda tímida pedi um teste de gravidez, cheguei no trabalho e li a bula atentamente porque nunca tinha feito um teste desses antes e nem sabia como funcionava e vi aquela segunda listrinha rosa se formar, foi um momento único, confuso, mas muito feliz também.

Ali eu ficava sabendo que ia me tornar mãe, estava confirmado a partir daquele dia eu ficava sabendo que havia um ser sendo gerado dentro de mim, que Deus estava renovando sua confiança nos homens enviando mais um anjo à terra e dessa vez endereçado a mim.

Não parece que faz quase um ano que a Sarah está aqui com a gente, parece menos, muito menos. Apesar de todos os dias depois da sua chegada nunca mais terem sido iguais ou monótonos, não consigo visualizar que um ano se passou desde o dia do seu nascimento.

E agora falta só um mês para comemorarmos pela primeira vez o seu nascimento. Por isso engrosso o coro das mães que dizem: Aproveitem os primeiros meses porque eles voam!!! É muito verdade essa frase feita, faz muito sentido.

O primeiro mês parece interminável, justamente porque é uma mistura de muitas coisas intensas juntas, é o mês onde tudo vai acontecer PELA PRIMEIRA VEZ. O primeiro choro, a primeira noite, a primeira mamada, a primeira troca de fralda, o primeiro banho, a primeira roupa, a primeira consulta ao pediatra, a primeira noite em claro , a primeira cólica... enfim, tudo acontece PELA PRIMEIRA VEZ no PRIMEIRO MÊS. E a gente acaba se perdendo em meio à tanta novidade.

O tempo vai passando e a experiência vai nos trazendo a tranqüilidade, mas cuidar de bebê pequeno não é fácil, lidar com um universo extremamente complexo às vezes nos faz esquecer de todo o resto.

Porém a agitação e a obrigação de ser a melhor mãe, a melhor esposa, a dona de casa zelosa e perfeccionista, a profissional competente nos impedem de aproveitar essas primeiras vezes que nunca mais se repetirão, porque primeira vez é única não é?

Posso dizer que aproveitei a maternidade exclusiva mais tempo do que muitas mulheres, fiquei com a Sarah até seus quase dez meses e isso não tem dinheiro no mundo que pague.

Adorava acordar todos os dias ao lado dela e sentir seu cheirinho gostoso de bebê, adorava olhar nos olhos dela e dizer bom dia, adorava trocar sua fralda, dar a primeira mamadeira, brincar, tirar soneca, dar banho, fazer comida, cuidar das suas coisas pessoalmente. E tive a oportunidade de fazer tudo isso por dez meses, tenho muito que agradecer a Deus por essa oportunidade.

Quando alguém me pergunta se sou triste pela doença da Sarah, digo com toda certeza que doença nenhuma nesse mundo pode me tirar a alegria de ser mãe, que os meses que se seguiram depois que descobri estar grávida e até hoje, foram e são os mais felizes de toda minha vida, mesmo com todas as pedras que encontramos no caminho.

Mãe que é mãe é feliz com o filho que Deus a deu independente de qualquer limitação que ele tenha, mesmo se o filho aos olhos do mundo não seja perfeito, porque aos olhos de Deus e da mãe ele sempre será uma obra prima (já dizia aquela música do Diante do Trono).

-------------------Mudando um pouco de assunto

Sobre o desenvolvimento dela e como está com a nova medicação

A nova medicação deu muito certo. Ela continua sem crises epiléticas e não tem mais aquelas crises nervosas que o outro remédio causava. Está bem estabilizada, quem não sabe nunca vai perceber que ela tem uma doença neurológica desse porte.

O desenvolvimento parece que voltou a acontecer. É uma característica da Síndrome de West, a regressão no desenvolvimento e ela apresentou esse sintoma, voltou a fazer coisas que fazia com 4, 5 meses e após o controle das crises essa regressão desapareceu e o desenvolvimento voltou.

Ela tinha deixado de sentar sozinha, hoje já senta com firmeza e sozinha novamente. Tinha parado de tentar ir ao encontro dos objetos quando estava sentada, agora já tem vontade novamente de pegar os brinquedos quando está sentada e se movimenta em direção a eles espontaneamente. Não atendia mais quando chamávamos seu nome, hoje tem vezes que ainda não atende, mas na maioria já olha quando chamamos seu nome. Tinha deixado de rolar na cama, já voltou a rolar, muito bem por sinal (tão bem que já caiu da cama!!!), isso mesmo levou uma baita queda esses dias, mas não passou de susto graças a Deus, agora rola e tenta voltar ao normal (ainda tem dificuldade nessa parte, mas temos que ter paciência), quando está de bruços já faz movimentos tentando engatinhar, quando a pegamos pelos bracinhos fica em pé e arrisca alguns passinhos com nosso incentivo, antes ela encolhia as perninhas quando colocávamos no chão, voltou a pegar os objetos com firmeza, aprendeu a tirar e colocar a chupeta na boca com agilidade e aprendeu a morder do lado contrário para coçar a gengiva, está emitindo novos sons e de vez em quando saem algumas sílabazinhas bem nítidas, ainda não tem dentes mas a gengiva está bem durinha e inchada, acho que não leva mais muito tempo até aparecer o primeiro, não fica mais molenga quando toma o remédio, acredito que o organismo dela se adaptou ao remédio.

No dia 02/05 ela teve consulta com a Neurologista do Hospital das Clínicas (Dra. Carolina, se alguém algum dia precisar) e a mesma aumentou a dosagem do remédio (já era previsto), pediu alguns exames de sangue que foram feitos na mesma semana apenas para efeito de investigação das causas da doença. Ela nos explicou que mesmo que o West seja confirmado o tratamento não irá mudar porque ela teve eliminação nas crises com essa medicação então ela não irá mexer no que está dando certo. É importante fechar o diagnóstico correto para futuramente ser possível mudar o tratamento caso se faça necessário. Essa síndrome tem inúmeras formas diferentes de tratamento, por isso a importância de se ter certeza.

A ressonância ainda não tem data marcada, tem muita gente mais urgente que ela e infelizmente temos que esperar, a médica não aceita o exame vindo de outro lugar, então só nos resta esperar e rezar pedindo a Deus que abra uma vaga para ela, mas também não podemos ser egoístas, pois existem crianças com risco de vida que tem muito mais prioridade que ela, tenho em meu coração que não quero tomar o lugar de uma mãe que está sofrendo por ter a possibilidade de perder um filho, então que Deus encontre o melhor momento para nós e ampare as crianças mais urgentes, temos que ter piedade dos que sofrem mais que nós.

Enfim, essas são as novidades da minha pequena, demorei a dar notícias porque sempre estou envolvida com algo que não me permite entrar no blog, inclusive estou devendo há muito tempo já visita aos meus bloguinhos queridos das amigas.

Vou procurar não desaparecer mais e volto nos próximos posts para falar também sobre os preparativos para a festinha de um ano.

Um beijo em todos e até a próxima.

sábado, 7 de maio de 2011

Para minha mãe

Mensagem-de-dia-das-mães2229

É tão difícil falar de mãe...

Não por falta de amor, mas por excesso de amor.

São tantas as situações que poderia contar aqui que ficaria dias, gastaria todo papel do mundo e não terminaria de escrever.

Ser mãe é amar de uma forma totalmente acima da compreensão humana, é amar simplesmente por amar, sem desejar nada em troca a não ser a felicidade do ser que amamos. É incrível como nossa vida muda, nossos sentimentos mudam, nossas prioridades mudam quando engravidamos. É instantâneo, recebemos o resultado positivo do teste de gravidez e imediatamente esquecemos a nossa vida e passamos a viver exclusivamente para o nosso filho.

Agradeço a Deus todos os dias por ter me dado a oportunidade de sentir esse amor tão sublime.

Se antes eu já não tinha palavras para descrever o amor que sentia por você, hoje tenho menos palavras ainda, porque hoje sinto no meu coração o mesmo amor intenso e extremo que você sente mãe.

Todo mundo sempre diz que só sabe o que é ser mãe quem é eu achava isso uma frase feita, mas hoje penso da mesma maneira.

Sei que não sou a filha perfeita, mas hoje entendo e sinto com propriedade que mesmo que os nossos filhos não sejam perfeitos para o mundo para nós eles são os mais bonitos, os mais perfeitos...

Obrigada por ser essa mãe tão dedicada, que muitas vezes esquece de si para se dedicar a nós. Sem o seu apoio, sem a sua dedicação eu não teria conquistado nada do que conquistei.

Obrigada por ser a melhor avó do mundo para minha pequena, obrigada por cuidar dela com tanto amor assim como eu cuidaria, obrigada por se fazer presente na vida dela, por amar tanto e tão lindamente a pessoinha que eu mais amo nesse mundo.

Cada noite sem dormir cuidando da Sarah, cada preocupação, cada momento de tristeza ou de alegria me fazem entender ainda mais e te amar ainda mais, pois posso sentir o que você sente, o que você faz por nós.

Este dia das mães é mais do que especial pra mim, porque é o primeiro com a Sarah aqui do lado de fora, é o primeiro dia em que eu passarei como mãe entendendo e sentindo essa amor puro, sincero e verdadeiro.

Que neste dia o Senhor possa cobrir sua vida de bênçãos, possa realizar todos os seus sonhos e possa aumentar em seu coração ainda mais esse amor tão grande que já existe dentro dele.

São os sinceros desejos da sua filha, que hoje também é mãe e que hoje também sente por alguém um amor que a torna capaz de dar a vida pela filha sem pensar duas vezes.

Feliz dia das mães e que esse seja o primeiro de muitos como avó!

Marcadores

síndrome de west (24) desenvolvimento (15) diabetes (6) gravidez (6) novidades (6) atualizações (5) desabafo (5) maternidade (5) atraso no desenvolvimento (4) book gestante (4) consulta pediatra (4) contagem regressiva (4) festa de um ano (4) gravidez e diabetes (4) segundo filho (4) Ano Novo (3) Apae (3) Dia das Mães (3) amamentação (3) chá de bebê (3) criança especial (3) fotografia (3) gripe (3) grávida (3) internação (3) mãe (3) sobre a mamãe (3) 21 semanas (2) 24 semanas de gestação (2) 4 anos (2) 4 meses (2) De Deus um anjo (2) Epilepsia (2) Novo layout (2) Obstetra (2) US morfológica (2) atualidades (2) cardiologista (2) controle glicemia (2) crise de epilepsia (2) demissão (2) escolinha (2) evoluções (2) fotolivro (2) grávida diabética (2) hipoglicemia (2) milagres (2) novo projeto (2) outros assuntos (2) primeira US (2) refluxo (2) selinho (2) sorriso (2) sorteio (2) tipos de parto (2) viagem (2) vivendo e aprendendo (2) volta ao trabalho (2) #protestomaterno (1) 1 ano (1) 11 dias (1) 11 meses (1) 12 dias (1) 12 semanas (1) 14 semanas de gestação (1) 17 semanas (1) 18 semanas (1) 19 semanas (1) 2 anos (1) 2 dias (1) 23 semanas (1) 28 semanas (1) 29 semanas de gravidez (1) 3 anos (1) 3 meses (1) 30 semanas gestação (1) 31 semanas de gestação (1) 33 semanas de gestação (1) 34 semanas (1) 35 semanas (1) 4 dias (1) 6 dias (1) 7 dias (1) 9 meses (1) 9 semanas gestação (1) Alta (1) Blogagem Coletiva (1) Constatações (1) Crianças Especiais (1) Deus (1) H1N1 vacina (1) News (1) O positivo (1) Onze meses (1) Relato de parto (1) Sarah (1) Saudades (1) Special Kids (1) Testado pela Mamãe (1) Theo (1) UTI Neo-natal (1) aborto (1) agradecimentos (1) alimentação (1) amor incondicional (1) assentos reservados (1) boas novas (1) caminhando (1) cesárea (1) cinco meses (1) como tudo começou (1) comprimidos hipoglicemiantes (1) concurso (1) convênio (1) crise gelástica (1) cólicas (1) data do parto (1) decisão sobre o parto (1) decoração (1) depressão (1) dia dos pais (1) diabetes tipo I (1) doencinhas infantis (1) dois meses (1) dor ciático (1) dor na perna esquerda (1) ecocardiograma (1) educação (1) entrevista de emprego (1) entrevista istoé (1) espasmos infantis (1) estresse (1) exames de sangue (1) expectativas (1) falando (1) felicidade (1) fraqueza (1) futuro (1) gentileza (1) gravidez em diabéticas (1) hemoglobina glicada (1) icterícia (1) infecção urinária. exame de toque (1) insulina (1) licença maternidade (1) livro da Sarah (1) luto (1) manifestações (1) medicação (1) milagre (1) nervo ciático (1) não é só por 20 centavos (1) papai Diego (1) papinhas (1) parto normal (1) polêmica da mãe vaca (1) pronto socorro (1) protestos em SP (1) protestos no Brasil (1) rapidinhas (1) refletindo (1) rotina (1) segundo trimestre gestação (1) selinhos (1) sensibilidade (1) sentimentos maternos (1) sexto sentido (1) suco (1) terceiro trimestre (1) tipos de diabetes (1) trabalho (1) ultrassom (1) ultrassom obstétrico (1) um ano (1) um mês (1) vacina (1) É amanhã (1)