Redes Sociais



Layout desenvolvido por Renata. Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Pesquisar este blog

Postagens populares

sábado, 9 de julho de 2011

Ter problemas na vida, não é ter vida infeliz

 

DSC_ 782 21x15

Hoje posso afirmar sem sombra de dúvida que isso é a mais pura verdade.

Ninguém está preparado para os problemas, ninguém está preparado para iniciar algo na vida e de repente ver que aquilo não saiu como era desejado, a gente só se prepara para o melhor e quando algo que não estava nos planos acontece a gente desespera e perde a direção.

Quando iniciei minha caminhada rumo a realização do sonho de ser mãe, não pensei que pudesse ter uma criança especial, a gente sabe que engravidar é assumir vários riscos e entre eles está o de gerar um bebê deficiente, porém ninguém está preparado para o dia em que o talvez se torna certeza.

Ainda mais quando a gestação é perfeita, a criança é perfeita até um determinado momento e de repente desenvolve alguma anormalidade. Não digo deficiência e anormalidade no sentido pejorativo, digo no sentido próprio da palavra mesmo.

O mundo parece que acaba quando nossos sonhos dourados do filho perfeito, primeiro aluno da classe, super inteligente, que vai ser presidente de uma multinacional no futuro acabam, apesar de ninguém saber o que o futuro reserva, todos nós sabemos que a sociedade é extremamente cruel e preconceituosa com quem tem algum tipo de dificuldade.

Problema neurológico em si já causa cara de pena nas pessoas, quando você diz que seu filho tem algum problema “na cabeça” todo mundo já olha com aquela cara de estranheza e a gente sente na pele o que é discriminação e preconceito.

Porém com o tempo o luto se torna luta e a gente sai daquela depressão e passa a procurar informações sobre o assunto, algo que possa ajudar aquele filho a ter uma vida melhor dentro das suas limitações. Os objetivos mudam, as prioridades mudam, a vida muda, mas nem por isso deixa de ser feliz.

Eu não sou triste por ter uma filha especial, pelo contrário, todos os dias depois dela foram alegres, até mesmo aqueles em que o desespero quase tomou conta, quando ela abriu um daqueles lindos sorrisos banguelos e inocentes, tudo mudou e o dia passou a ser doce como a alegria de uma criança.

A Sarah não é e nem nunca será um fardo pesado ou uma cruz na nossa vida, ela é motivo de alegria, de renovação e já ensinou muitas lições a todos lá em casa sem dizer uma palavra sequer.

Graças a ela enxergo a vida e o mundo com outras lentes, mais sensíveis, mais caridosas, não falo o que vem na cabeça como antigamente, penso muito antes de magoar alguém e me arrependo muito dos rompantes que tive no passado, hoje faria tudo muito diferente.

Trabalho o dia todo pensando nela e meu coração se alegra ao saber que no final do dia estarei ao seu lado, sentir seu cheirinho de bebê é a coisa mais gostosa do mundo, ouvir sua doce voz é o melhor som que já escutei em toda vida.

Como posso não ser feliz assim?

Ninguém é feliz vinte e quatro horas por dia, a felicidade vem em momentos, em acontecimentos e devemos saber aproveitar esses momentos e as vezes ficar lamentando, reclamando, chorando, nos impede de ver que a felicidade está num pequeno gesto, num olhar, num resmungo, numa sílaba, numa novidade aprendida, com a Sarah aprendi a dar valor aos pequenos detalhes.

Vi muitas coisas no hospital durante esses meses de tratamento, vi muita coisa triste, vi muita prova de amor de mães que abandonam tudo para se dedicar aos filhos e não digo que sou mais feliz porque vejo que há alguém pior que eu, isso é um pensamento extremamente egoísta, nunca poderei ser feliz porque meu próximo tem um problema maior que o meu.

O que sinto quando vejo aquelas mães guerreiras é orgulho e me sinto feliz de fazer parte do mundo da maternidade, esse mundo onde fazemos qualquer coisa pelos que amamos.

A nossa felicidade não pode estar baseada na infelicidade alheia, quando vemos alguém em situação pior que a nossa devemos orar e tentar ajudar no que for possível.

Também não aceito aquela história de que “Deus dá a cruz que a pessoa pode carregar”, a Sarah não é uma cruz e eu não conheço esse Deus castigador que manda doenças para crianças para mostrar algo a alguém, eu acredito que a maldade do ser humano e a falta de cuidado com a criação trouxe ao mundo doenças que a medicina não é capaz de curar, não acredito que Deus permita que um anjinho adoeça para castigar os pais, desculpe mas pra mim isso é um absurdo.

Deus dá o frio conforme o cobertor? Não sei... Talvez ele nos dê o novelo de lã para aumentarmos o tamanho do cobertor... Sei lá é só minha opinião.

O que quero dizer com tudo isso? Que a nossa vida está longe de ser infeliz por causa dos nossos problemas, somos uma família muito feliz e que quer viver todos os momentos que temos direito ao lado da nossa filha, nosso amado tesouro.

Ter problemas não é certeza de infelicidade, assim como ter a vida perfeita (dinheiro, bens e outras coisas) não é garantia de felicidade e isso todos nós sabemos.

Somos rodeados de amigos que nos amam, temos Deus como nosso auxílio e uma família que nos apóia, o que mais podemos querer?

Ninguém está livre de problemas mas a escolha de ser feliz é exclusivamente de cada um, você tem o livre arbítrio.

Amo minha filha, meu esposo, minha família com todos os defeitos que vieram juntos pois não teria graça se não fosse emocionante.

Bom, por hoje é só, foi só mais um desabafo rsrsrsrsrs.“E nunca se esqueça: Ter problemas na vida, não é ter vida infeliz!!!”.

Um beijo em todos e até a próxima.

5 comentários:

Ju Silva Alves Marchioro disse...

É isso aí Re, a felicidade é feita de momentos, por isso precisamos saber apreciar as coisas. As vezes as pessoas se tornan infelicidades simplesmente por não terem a capacidade de sentir alegria nas pequenas coisas.
Deus é perfeito, e nos dá essa chance a cada amanhecer: Ser feliz ou não, a escolha é sempre nossa!

Lindo desabafo...

Ótimo final de semana com sua fofinha lindaaaaa!

Beijinhos

Rosangela disse...

Me emocionei com o seu post , bjs e bom fim de semana !

Lydia Silveira disse...

Ola, como vai, Como esta Linda a Sarah,to fazendo uma visitinha pra não perder o custume, bjim e Ótimo fim de semana

Clau Arts disse...

E muito bom ler tudo isso de você...
Problemas nunca são fáceis, mas quando o aceitamos tudo fica mais fácil!!!

Que Deus abençoe sua família!!!

Beijos
Cláudia

Keka disse...

Post lindo amiga! Perfeito! Parabens pela mãe maravilhosa que voc~e é e por essa menininha linda!!!!!

Marcadores

síndrome de west (24) desenvolvimento (15) diabetes (6) gravidez (6) novidades (6) atualizações (5) desabafo (5) maternidade (5) atraso no desenvolvimento (4) book gestante (4) consulta pediatra (4) contagem regressiva (4) festa de um ano (4) gravidez e diabetes (4) segundo filho (4) Ano Novo (3) Apae (3) Dia das Mães (3) amamentação (3) chá de bebê (3) criança especial (3) fotografia (3) gripe (3) grávida (3) internação (3) mãe (3) sobre a mamãe (3) 21 semanas (2) 24 semanas de gestação (2) 4 anos (2) 4 meses (2) De Deus um anjo (2) Epilepsia (2) Novo layout (2) Obstetra (2) US morfológica (2) atualidades (2) cardiologista (2) controle glicemia (2) crise de epilepsia (2) demissão (2) escolinha (2) evoluções (2) fotolivro (2) grávida diabética (2) hipoglicemia (2) milagres (2) novo projeto (2) outros assuntos (2) primeira US (2) refluxo (2) selinho (2) sorriso (2) sorteio (2) tipos de parto (2) viagem (2) vivendo e aprendendo (2) volta ao trabalho (2) #protestomaterno (1) 1 ano (1) 11 dias (1) 11 meses (1) 12 dias (1) 12 semanas (1) 14 semanas de gestação (1) 17 semanas (1) 18 semanas (1) 19 semanas (1) 2 anos (1) 2 dias (1) 23 semanas (1) 28 semanas (1) 29 semanas de gravidez (1) 3 anos (1) 3 meses (1) 30 semanas gestação (1) 31 semanas de gestação (1) 33 semanas de gestação (1) 34 semanas (1) 35 semanas (1) 4 dias (1) 6 dias (1) 7 dias (1) 9 meses (1) 9 semanas gestação (1) Alta (1) Blogagem Coletiva (1) Constatações (1) Crianças Especiais (1) Deus (1) H1N1 vacina (1) News (1) O positivo (1) Onze meses (1) Relato de parto (1) Sarah (1) Saudades (1) Special Kids (1) Testado pela Mamãe (1) Theo (1) UTI Neo-natal (1) aborto (1) agradecimentos (1) alimentação (1) amor incondicional (1) assentos reservados (1) boas novas (1) caminhando (1) cesárea (1) cinco meses (1) como tudo começou (1) comprimidos hipoglicemiantes (1) concurso (1) convênio (1) crise gelástica (1) cólicas (1) data do parto (1) decisão sobre o parto (1) decoração (1) depressão (1) dia dos pais (1) diabetes tipo I (1) doencinhas infantis (1) dois meses (1) dor ciático (1) dor na perna esquerda (1) ecocardiograma (1) educação (1) entrevista de emprego (1) entrevista istoé (1) espasmos infantis (1) estresse (1) exames de sangue (1) expectativas (1) falando (1) felicidade (1) fraqueza (1) futuro (1) gentileza (1) gravidez em diabéticas (1) hemoglobina glicada (1) icterícia (1) infecção urinária. exame de toque (1) insulina (1) licença maternidade (1) livro da Sarah (1) luto (1) manifestações (1) medicação (1) milagre (1) nervo ciático (1) não é só por 20 centavos (1) papai Diego (1) papinhas (1) parto normal (1) polêmica da mãe vaca (1) pronto socorro (1) protestos em SP (1) protestos no Brasil (1) rapidinhas (1) refletindo (1) rotina (1) segundo trimestre gestação (1) selinhos (1) sensibilidade (1) sentimentos maternos (1) sexto sentido (1) suco (1) terceiro trimestre (1) tipos de diabetes (1) trabalho (1) ultrassom (1) ultrassom obstétrico (1) um ano (1) um mês (1) vacina (1) É amanhã (1)