Redes Sociais



Layout desenvolvido por Renata. Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Pesquisar este blog

Postagens populares

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Maternidade x Trabalho

DSC_ 669 15 x 21
Mais uma da série: Meu Deus, não consigo fazer nada direito!!!
Antes de engravidar eu achava que seria muito fácil ficar quatro meses em casa e voltar a trabalhar e deixar o filho em qualquer lugar ou com qualquer pessoa, quando via uma mãe chorar no trabalho de saudade do bebê que estava em casa eu pensava: Que drama desnecessário, as mulheres precisam voltar a trabalhar depois de se tornarem mães, tem que ter isso na cabeça!
Hoje eu falo, cuspi pra cima e caiu na minha cara kkkkk!
Como foi difícil tomar a decisão de voltar a trabalhar e deixar a Sarah.
Como está sendo difícil trabalhar e não me sentir a pior das mães por não estar cuidando dela em tempo integral, ainda mais agora que ela está com esse problema de saúde.
Como está difícil pensar que ela vai me amar da mesma forma mesmo eu ficando longe dela o dia todo.
Como está sendo difícil suportar o dia todo de trabalho junto com a saudade que sinto de estar com ela.
Realmente a maternidade é um mundo paralelo. Tudo que tem muito valor para os outros, passa a ter um valor muito menor para nós se para isso tivermos que sacrificar o bem estar dos nossos filhos.
A sociedade cobra demais a mulher e a gente acaba querendo ser a heroína da família, queremos ser mães presentes, profissionais super bem sucedidas, esposas dedicadas, queremos ser perfeitas em tudo porém esquecemos que o dia só tem vinte e quatro horas e que também precisamos de um tempo para nós mesmas.
Não há um dia sequer que eu não me culpe por não estar ao lado da Sarah em tempo integral, sei que é errado, que não estou cometendo nenhum crime, que é para o bem dela, mas não adianta, me dá uma angústia tão grande quando chego em casa e tenho que perguntar o que aconteceu com a Sarah durante o dia, já que antes eu determinava seus horários e sabia cada coisinha que acontecia no dia, fico triste de estar longe nos momentos em que ela come, toma banho, dorme, brinca, sinto como se fosse uma estranha que vem para casa a noite só para dormir com ela.
Tenho medo dela não me chamar de mãe, dela não me reconhecer como mãe, dela não me amar com a mesma intensidade daqueles filhos que tem as mães presentes o tempo todo.
Sei que posso perder marcos importantes do seu desenvolvimento, como os primeiros passos, a primeira palavra... E isso me entristece de uma maneira profunda, como eu nunca pensei sentir antes.
Ser mãe é um vínculo inexplicável, como pode sentirmos tanta falta de alguém assim? Sentir uma saudade tão grande com algumas horas de distância? Que amor fora do comum... Nunca havia sentido nada que chegasse pelo menos perto do que sinto hoje.
A primeira coisa que faço ao chegar do trabalho é beijar, abraçar, brincar, deitar no chão com a minha filha e é a melhor sensação do dia, pegar ela no colo, sentir seu cheirinho de bebê, receber aquele sorrisão banguela lindo de viver.
Peço a Deus todos os momentos que me conforte, porque é difícil demais trabalhar e esquecer que meu maior tesouro está em casa e eu não sei o que está acontecendo nesse exato momento.
Confio 100% que minha mãe cuida da Sarah como cuidou dos próprios filhos e sei que nada vai faltar a ela, mas a gente sabe que cuidado de mãe é diferente, fortalece o vínculo entre nós e o filho não tem como negar.
Mas sei que preciso seguir em frente, tocar a vida, não posso largar tudo para ficar só com ela, gostaria muito de poder fazer isso, mas minha realidade atual não permite.
Estou sentimental ultimamente rsrsrsrs.
Por enquanto é só, em breve volto com mais novis!

5 comentários:

Rosangela disse...

eu tehno 3 filhos e me sinto culpada por ter que trabalhar , e minha bebe na creche me corta o coração mais é necessario temos que criar nossos filhos pro mundo não sabemos o dia de amanhã se vamos estar aqui pra sempre do lado deles , entendo realmente vc . bjs fica com deus

Clau Arts disse...

Oiii Renata!!!

Bem vinda ao clube das mamães!!!
Não é fácil, tenho vontade a todo momento de abrir mão do meu trabalho.
Graças a Deus eu tenho a oportunidade de estar dia sim, dia não com ela e ainda conseguir pegá-la na escolinha... mesmo assim eu sinto falta de meu amor!!!
Agora você sabe que é o melhor amor que Deus nos deu... como é bom amar nossos filhos!!!

Coragem!!!

Beijinhos
Cláudia

cristina disse...

Oi Renata, não fique assim, voce sabe tantas mães precisam trabalhar para ajudar no orçamento da casa e atualmente exista muitas que fazem ou melhor precisam...........tenho uma prima que trabalha também, as crianças desde pequenas ficavam com meu tio, e quando chegaram numa certa idade ela os colocou na escolinha e nem tampouco eles deixaram de amar minha prima, eles tem um amor muito grande por ela e sabe que todo esse sacrificio é necessário para o bem estar deles, pois só salário do marido não daria. Bjokas minha linda e que Deus te abençoe.

Anônimo disse...

http://prixviagrageneriquefrance.net/ viagra
http://commanderviagragenerique.net/ viagra generique
http://viagracomprargenericoespana.net/ viagra precio
http://acquistareviagragenericoitalia.net/ viagra acquisto

Anônimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ cialis sans ordonnance
http://commandercialisfer.lo.gs/ cialis commander
http://prezzocialisgenericoit.net/ cialis prezzo
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis

Marcadores

síndrome de west (24) desenvolvimento (15) diabetes (6) gravidez (6) novidades (6) atualizações (5) desabafo (5) maternidade (5) atraso no desenvolvimento (4) book gestante (4) consulta pediatra (4) contagem regressiva (4) festa de um ano (4) gravidez e diabetes (4) segundo filho (4) Ano Novo (3) Apae (3) Dia das Mães (3) amamentação (3) chá de bebê (3) criança especial (3) fotografia (3) gripe (3) grávida (3) internação (3) mãe (3) sobre a mamãe (3) 21 semanas (2) 24 semanas de gestação (2) 4 anos (2) 4 meses (2) De Deus um anjo (2) Epilepsia (2) Novo layout (2) Obstetra (2) US morfológica (2) atualidades (2) cardiologista (2) controle glicemia (2) crise de epilepsia (2) demissão (2) escolinha (2) evoluções (2) fotolivro (2) grávida diabética (2) hipoglicemia (2) milagres (2) novo projeto (2) outros assuntos (2) primeira US (2) refluxo (2) selinho (2) sorriso (2) sorteio (2) tipos de parto (2) viagem (2) vivendo e aprendendo (2) volta ao trabalho (2) #protestomaterno (1) 1 ano (1) 11 dias (1) 11 meses (1) 12 dias (1) 12 semanas (1) 14 semanas de gestação (1) 17 semanas (1) 18 semanas (1) 19 semanas (1) 2 anos (1) 2 dias (1) 23 semanas (1) 28 semanas (1) 29 semanas de gravidez (1) 3 anos (1) 3 meses (1) 30 semanas gestação (1) 31 semanas de gestação (1) 33 semanas de gestação (1) 34 semanas (1) 35 semanas (1) 4 dias (1) 6 dias (1) 7 dias (1) 9 meses (1) 9 semanas gestação (1) Alta (1) Blogagem Coletiva (1) Constatações (1) Crianças Especiais (1) Deus (1) H1N1 vacina (1) News (1) O positivo (1) Onze meses (1) Relato de parto (1) Sarah (1) Saudades (1) Special Kids (1) Testado pela Mamãe (1) Theo (1) UTI Neo-natal (1) aborto (1) agradecimentos (1) alimentação (1) amor incondicional (1) assentos reservados (1) boas novas (1) caminhando (1) cesárea (1) cinco meses (1) como tudo começou (1) comprimidos hipoglicemiantes (1) concurso (1) convênio (1) crise gelástica (1) cólicas (1) data do parto (1) decisão sobre o parto (1) decoração (1) depressão (1) dia dos pais (1) diabetes tipo I (1) doencinhas infantis (1) dois meses (1) dor ciático (1) dor na perna esquerda (1) ecocardiograma (1) educação (1) entrevista de emprego (1) entrevista istoé (1) espasmos infantis (1) estresse (1) exames de sangue (1) expectativas (1) falando (1) felicidade (1) fraqueza (1) futuro (1) gentileza (1) gravidez em diabéticas (1) hemoglobina glicada (1) icterícia (1) infecção urinária. exame de toque (1) insulina (1) licença maternidade (1) livro da Sarah (1) luto (1) manifestações (1) medicação (1) milagre (1) nervo ciático (1) não é só por 20 centavos (1) papai Diego (1) papinhas (1) parto normal (1) polêmica da mãe vaca (1) pronto socorro (1) protestos em SP (1) protestos no Brasil (1) rapidinhas (1) refletindo (1) rotina (1) segundo trimestre gestação (1) selinhos (1) sensibilidade (1) sentimentos maternos (1) sexto sentido (1) suco (1) terceiro trimestre (1) tipos de diabetes (1) trabalho (1) ultrassom (1) ultrassom obstétrico (1) um ano (1) um mês (1) vacina (1) É amanhã (1)