Redes Sociais



Layout desenvolvido por Renata. Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Pesquisar este blog

Postagens populares

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Consulta pediatra segundo mês e refluxo




Oi gente tudo certo?

Por aqui está tudo bem com a graça de Deus!

Essa semana tivemos consulta de segundo mês com a pediatra. Ela nos elogiou bastante e disse que é nítido que a mamãe cuida muito bem da princesinha, que se vê no rostinho dela que é uma criança saudável... eu fiquei toda boba né rsrsrsrsrs?

Porém, há uns 15 dias a Sarinha tinha passado a mamar 150ml de leite e em todas as mamadas ela vomitava muito leite, tipo metade de tudo que mamava. E também gorfava demais, o tempo todo, às vezes na hora de mamar denovo estava colocando um monte de leite para fora. Lógico que imaginei que isso não fosse normal né? Aí no dia da consulta comentei com a médica e ela me disse que poderia ser refluxo e que passaria um remédio para verificar se os sintomas melhoravam. Melhorou e muito! Ela não vomita mais e gorfa poucas vezes, está mais calminha e dormindo melhor durante o dia.

Antes do remédio ela simplesmente não ficava na cama!!! Chorava o tempo todo, gorfava o tempo todo, chegou a sufocar em uma das vezes, tive que chupar o nariz dela porque ela não voltava. Agora melhorou muito tudo isso, o que me faz pensar que essa chatice dela era o refluxo incomodando mesmo.

Tomara que continue melhorando e que ela deixe de vomitar tanto para que na próxima consulta a gente possa suspender o remédio, porque apesar da melhora não curto muito esse negócio de bebê tomando remédio! Começa desde cedo a colocar química pesada no organismo.

Mas enfim, se é necessário não posso deixar de dar....

Fora o probleminha do refluxo ela engordou bem está com 5.750 e 57 centímetros de comprimento, segundo a médica ela está no alto da curva de desenvolvimento, cresceu e engordou acima da média! Que bom, isso significa que ela está bem e se dando bem com o LA.

Bjus e até breve com mais novidades!!!
terça-feira, 24 de agosto de 2010

Fim do leite do peito...



Oi gente como vão?

Por aqui as coisas vão bem, apesar da tristeza no coração por não ter mais leite no peito.

Todos aqui conhecem minha história e minhas dificuldades com a amamentação né? A UTI e a dificuldade em pegar o seio da minha pequenininha...

Bom, tentei de tudo, contei as histórias e frustrações aqui...

Não fiz nenhuma preparação durante a gravidez, apenas li bastante sobre o assunto, mas sei também que a amamentação exclusiva fracassou no meu caso não somente por minha culpa, mas a maior parcela de culpa foi do hospital.

Lógico que eu sabia que a Sarah poderia ter hipoglicemia ao nascer devido ao meu diabetes e ir para a UTI Neo para monitorização, mas depois de muito ler sobre o assunto, descobri que se ela tivesse mamado no peito na primeira hora, provavelmente não teria tido nenhum quadro de hipo, pois bem antes da cesárea eu já tinha colostro pingando no seio. E se ela tivesse mamado no peito desde a primeira hora, teria aprendido a mamar o peito e não a mamadeira.

O Baby Blues e a confusão que se instalou na minha casa nos primeiros dias (muitas visitas quase o dia todo, sogra, cunhados e muitas outras pessoas que não eram nem um pouco compreensivas) fizeram com que eu não tivesse muita paciência e condições psicológicas para insistir no peito para ver se ela aprendia. Ela chorava demais, se debatia e eu me sentia um algoz por forçar ela a mamar no peito sendo que não conseguia e a minha decisão talvez foi errada, mas foi o que meu instinto materno determinou naquele momento: Tirar o leite com bombinha e dar na mamadeira!

E foi o que fiz. Durante dois meses tive leite suficiente para 90% das mamadas da Sarah, mas sem o estímulo da sucção dela o leite não aumentava e as necessidades dela aumentam a cada dia, afinal ela cresce e tem necessidade de mamar mais... E com o tempo o leite foi secando e cada vez mais tive que complementar com LA.

Mas me sinto vitoriosa mesmo assim! Vocês tem idéia do que é tirar leite com bombinha para pôr na mamadeira todas as vezes que o bebê sente fome? Demora demais e é muito trabalhoso, mas tenho o sentimento de missão cumprida porque me esforcei para oferecer o melhor pra minha bebê e pelo menos durante dois meses ela mamou meu leite e adquiriu anticorpos e as vitaminas necessárias.

Claro que fico triste, eu tinha muito leite! Tenho certeza que conseguiria amamentar exclusivamente se ela tivesse pegado o seio... Às vezes me pego achando que a culpa foi minha, que deveria ter insistido mais. Mas agora não adianta lamentações, o que passou, passou e agora é bola pra frente e continuar a vida.

Bjus para todas e até mais com posts mais animadinhos rs!
quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Atualizando!



Oi gente como vão todos?

Por aqui estamos bem, sofrendo um pouco as reações das vacinas do segundo mês, mas fora isso bem.

Preciso colocar alguns assuntos em dia:

- Amamentação: É fato que meu leite está secando, já sabia que isso ia acontecer porque ela não mama diretamente o meu leite eu tiro com bombinha e dou na mamadeira. Ela está mamando mais mamadeiras de Aptamil e por isso introduzi a água e o chá por medo de desidratação. Mas me sinto orgulhosa de ter sustentado até agora a amamentação com leite do peito, foi difícil e trabalhoso mas sei que a recompensa é muito maior e é pra vida toda.

- Cólicas: Sinto também que estão diminuindo, porém ela ainda tem algumas crises agudas. Nunca mais passou a noite inteira chorando, fica chatinha uns minutinhos depois das mamadas, mas não é mais o filme de terror de antes. Atualmente ela está tomando Mylicon de 8 em 8 horas e Funchicórea quando a crise é muito forte apenas.

- Sono: Está dormindo das 22:30 até 6:00 e de vez em quando até 7:00!!! Que glória, estou muito mais descansada, a mamada dos sonhos funciona mesmo rs! Durante o dia dorme muito menos, fica bastante alerta e já brinca e sorri bastante para a gente.

Bom, assim estamos por estes dias. Dia 11 minha florzinha fez dois meses, nem tenho palavras para descrever o tamanho do amor que sinto por ela! Só pude conhecer o amor verdadeiro depois da chegada dela, aquele amor despretensioso, que não quer nada em troca, que ama pelo simples motivo de querer somente a felicidade para a outra pessoa. Não sei mais viver sem ela e hoje compreendo menos ainda como uma mãe pode jogar um tesouro desses no lixo.

Hoje (12/08) fomos dar a vacina dos dois meses, eu e minha mãe. Gente que dó!!! Três picadas nas coxinhas fora aquelas outras duas na boca. Ela chorou bastante na hora da aplicação mas depois dormiu, só que à tarde ficou hiper chata! Só chorava, não ficava na cama, só se acalmava no colo e às vezes nem nele. Para trocar a fralda é uma luta, o local da aplicação está bem dolorido e vermelho, deu até febre no local. Tadinha... me corta o coração, tomara que isso passe logo.

O nosso primeiro dia dos pais juntos foi bem legal, fomos à missa de manhã, teve música, homenagem e lembrancinha, foi lindo ver o Diego todo bobo se exibindo com a Sarah, ele ficou bem emocionado. Depois demos o presente para o pai dele e almoçamos com meu pai, foi um dia gostoso e foi bem legal ver como ele ficou feliz por tê-la ao lado nesse dia tão especial.

Ela está ficando tão linda!!! Mãe coruja kkkk! Está crescendo super rápido. Amo acompanhar cada evolução da vida dela, isso me faz a mulher mais feliz do mundo!

Bjus queridas!!! Vou tentar passar no blog de todas.
terça-feira, 3 de agosto de 2010

Ecocardiograma, Gripezinha chata e decisão sobre o segundo filho!

Oi gente tudo bem?

Por aqui as coisas estão muito bem apesar de uma gripezinha que deu as caras aqui em casa!

Ontem fizemos o ecocardiograma do coraçãozinho da minha princesa para ver os probleminhas que ela apresentou ao nascer. Foi com o mesmo médico que fez o ecocardiograma fetal quando eu estava de 7 meses.
Gente, não deu mais nada!!! Fiquei radiante na hora! Ele me explicou que os orifícios abertos que ela tinha no coração todo bebê tem ao nascer, são necessários para que o bebê sobreviva e é extremamente normal e fecham com no máximo um mês de vida. A hipertrofia do septo também é normal em filhos de mães diabéticas e também evolui benignamente em mais ou menos 15 dias e com ela foi isso que aconteceu. Ela não tem mais nada, tudo voltou ao normal. Notícia maravilhosa. E pasmem: Ela dormiu durante o exame, a coisa mais fofa precisavam ver como ela ficou calminha.

Bom, sobre a gripe, foi o papai que trouxe de presente pra nós rs! Ele pegou no trabalho e uns dias depois passou pra mim e consequentemente a Sarah pegou porque mama meu leite. O narizinho dela entupiu e ela começou a ficar chatinha e ter dificuldade para dormir e mamar. Comecei a pingar rinossoro e a fazer inalação com soro fisiológico e o catarro (eca!) começou a soltar, mas como ela não sabe assoar, ficava solto no nariz, eu ouvia o barulho e ela ficava agoniada e chorava. Foi então que tive que comprar o aspirador nasal, que eu achei que não seria necessário (mais uma pra lista!), foi a salvação, pois eu fazia inalação, a secreção amolecia e eu aspirava. Acho que foi isso que evitou a coisa se agravar. Hoje ela está melhorzinha, mas ainda tenho que fazer inalação e pingar o rinossoro, pois o narizinho ainda entope.

Gostaria de falar também sobre a decisão de um segundo filho. Sempre quis ter três filhos, mesmo antes de casar. A Sarah foi muito planejada, pois devido à minha doença, não posso engravidar no susto, seria muito perigoso, deve haver um planejamento e um controle rigoroso antes. E assim foi, planejamos  e engravidamos quando os exames estavam estáveis. A gravidez foi relativamente tranquila, pois eu tinha medo dos riscos que o diabetes poderia me trazer e tinha medo de má formações e doenças congênitas no bebê. Felizmente nada disso aconteceu, tudo transcorreu bem e a Sarah é perfeita. Mas devido ao meu diabetes pré-existente ela desenvolveu hipoglicemia ao nascer e precisou ir para a UTI. Além disso a diferença de sangue entre mim e o meu marido desenvolveram aquela maldita icterícia super forte que ela teve e que obrigou ela a ficar mais dias na UTI Neo. Gente, foram os piores dias da minha vida com toda a certeza!!! Fora isso, minha recuperação da cesárea foi complicada, eu sentia muitas dores e não fiz repouso nenhum porque tinha que ir três vezes ao dia para o hospital, para tirar leite e deixar pra ela e para ir às visitas e conversar com a médica da UTI. No final tudo se ajeitou, mas foram dias complicados e que me causaram um Baby Blues muito forte que beirou depressão pós parto, só não sucumbi por causa da minha mãe que esteve e está do meu lado me ajudando e dando forças. No meio de todo esse turbilhão de sentimentos contraditórios jurei que não teria mais filhos, que não queria passar por todo esse sofrimento denovo e nem queria ver um serzinho tão indefeso gerado por mim sofrendo numa UTI nunca mais e eu estava firme nesse propósito.
Hoje, depois que as coisas estão mais em paz, desejo sim ter outro filho, claro que tenho que agir com cautela, esse filho não é pra tão cedo, agora tenho que cuidar da Sarah, retomar minha carreira, construir uma estabilidade financeira maior e algumas outras coisas antes de pensar em um segundo filho e claro quando quiser ter outro, preciso saber antes se minha saúde permitirá, não quero correr riscos.
Pretendo numa sengunda gravidez tomar alguns cuidados para que não se repitam sofrimentos da primeira, o que estiver ao meu alcance para ter menos problemas durante e depois da gravidez eu tomarei com base na experiência que adquiri nessa.
Enfim, quero passar mais uma vez pela experiência de estar grávida e de ter em meus braços um bebêzinho pequeno, mas tudo em seu devido tempo e com a devida prudência.

Bom, por hoje é isso, volto logo com mais novidades.

Bjus e deixo vocês com fotos da minha preciosidade.

Amo essas bochechonas rs!


Olha meu biquinho de sapeca!
Mimindo no colinho da mamãe!
Presente mais lindo que Deus me deu!
Olha que mãozinhas mais fofas!

Marcadores

síndrome de west (24) desenvolvimento (15) diabetes (6) gravidez (6) novidades (6) atualizações (5) desabafo (5) maternidade (5) atraso no desenvolvimento (4) book gestante (4) consulta pediatra (4) contagem regressiva (4) festa de um ano (4) gravidez e diabetes (4) segundo filho (4) Ano Novo (3) Apae (3) Dia das Mães (3) amamentação (3) chá de bebê (3) criança especial (3) fotografia (3) gripe (3) grávida (3) internação (3) mãe (3) sobre a mamãe (3) 21 semanas (2) 24 semanas de gestação (2) 4 anos (2) 4 meses (2) De Deus um anjo (2) Epilepsia (2) Novo layout (2) Obstetra (2) US morfológica (2) atualidades (2) cardiologista (2) controle glicemia (2) crise de epilepsia (2) demissão (2) escolinha (2) evoluções (2) fotolivro (2) grávida diabética (2) hipoglicemia (2) milagres (2) novo projeto (2) outros assuntos (2) primeira US (2) refluxo (2) selinho (2) sorriso (2) sorteio (2) tipos de parto (2) viagem (2) vivendo e aprendendo (2) volta ao trabalho (2) #protestomaterno (1) 1 ano (1) 11 dias (1) 11 meses (1) 12 dias (1) 12 semanas (1) 14 semanas de gestação (1) 17 semanas (1) 18 semanas (1) 19 semanas (1) 2 anos (1) 2 dias (1) 23 semanas (1) 28 semanas (1) 29 semanas de gravidez (1) 3 anos (1) 3 meses (1) 30 semanas gestação (1) 31 semanas de gestação (1) 33 semanas de gestação (1) 34 semanas (1) 35 semanas (1) 4 dias (1) 6 dias (1) 7 dias (1) 9 meses (1) 9 semanas gestação (1) Alta (1) Blogagem Coletiva (1) Constatações (1) Crianças Especiais (1) Deus (1) H1N1 vacina (1) News (1) O positivo (1) Onze meses (1) Relato de parto (1) Sarah (1) Saudades (1) Special Kids (1) Testado pela Mamãe (1) Theo (1) UTI Neo-natal (1) aborto (1) agradecimentos (1) alimentação (1) amor incondicional (1) assentos reservados (1) boas novas (1) caminhando (1) cesárea (1) cinco meses (1) como tudo começou (1) comprimidos hipoglicemiantes (1) concurso (1) convênio (1) crise gelástica (1) cólicas (1) data do parto (1) decisão sobre o parto (1) decoração (1) depressão (1) dia dos pais (1) diabetes tipo I (1) doencinhas infantis (1) dois meses (1) dor ciático (1) dor na perna esquerda (1) ecocardiograma (1) educação (1) entrevista de emprego (1) entrevista istoé (1) espasmos infantis (1) estresse (1) exames de sangue (1) expectativas (1) falando (1) felicidade (1) fraqueza (1) futuro (1) gentileza (1) gravidez em diabéticas (1) hemoglobina glicada (1) icterícia (1) infecção urinária. exame de toque (1) insulina (1) licença maternidade (1) livro da Sarah (1) luto (1) manifestações (1) medicação (1) milagre (1) nervo ciático (1) não é só por 20 centavos (1) papai Diego (1) papinhas (1) parto normal (1) polêmica da mãe vaca (1) pronto socorro (1) protestos em SP (1) protestos no Brasil (1) rapidinhas (1) refletindo (1) rotina (1) segundo trimestre gestação (1) selinhos (1) sensibilidade (1) sentimentos maternos (1) sexto sentido (1) suco (1) terceiro trimestre (1) tipos de diabetes (1) trabalho (1) ultrassom (1) ultrassom obstétrico (1) um ano (1) um mês (1) vacina (1) É amanhã (1)