Redes Sociais



Layout desenvolvido por Renata. Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Pesquisar este blog

Postagens populares

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Blogagem coletiva: Um tapinha não dói???

 

Oi gente tudo pronto para 2011?

 

Este é meu último post de 2010 e é um post indignado e revoltado.

 

Através do Blog da Aline Milanez (Blog privado) ela propôs uma blogagem coletiva a respeito da violência contra as crianças e eu logo de cara aderi!!!

 

No blog dela, ela conta que viu um tópico no E-family (acho que todos conhecem), onde uma mãe diz que na “hora do nervoso” deu uma palmada na sua bebê de seis meses… Vocês acreditam nisso??? Uma bruta-montes batendo num bebêzinho? E adivinhem o motivo????

 

- Porque a bebê está chorando por tudo! Oi????

 

Eu não gosto nem de pensar numa cena dessas!

 

Na minha humilde opinião, não tem justificativa nenhuma para bater em criança, o que dirá num bebê de seis meses…

 

Sei que tem hora que eles choram demais mesmo, a Sarah é mestre nisso, chora pra gente pegar no colo e ficar andando pela casa, digo isso porque ela está sequinha e limpinha, de barriga cheia e num local confortável e começa aquele berreiro, de repente se pegamos e andamos com ela, pronto! Acabou o choro… Aí você vai me dizer que ela está entediada, mas caracas, entediada o dia todo? Porque ela não quer ficar um segundo no berço, só no colo! E ela chora até doer os meus ouvidos e confesso que já perdi a paciência… Mas aí sabe o que eu faço? Sento, respiro fundo e digo pra mim mesma: ela não pediu pra nascer, se chora tanto tem um motivo que eu não estou sabendo interpretar e tenho a obrigação de cuidar dela e não traumatizá-la e conto até 10 umas vinte vezes e tento acalmá-la.

 

Nunca vou encostar um dedo nela, não tem cabimento nem lógica e quem faz isso tem que ser preso mesmo.

 

Sabe pessoas que tem traumas inexplicáveis? Que fazem terapia anos a fio e não conseguem se livrar de certos medos e ninguém sabe de onde eles vem? Quem garante que não foi um pai ou uma mãe que deu uma palmada pra educar quando a criança nem entendia porque estava apanhando e registrou aquilo no inconsciente e ficou traumatizada?

 

Procuro ensinar desde agora para a minha filha que tudo tem limite, não faço todos os gostos dela (que já é bem cheia de vontades com apenas seis meses!), mas não me foi dado o direito de bater.

 

Gente, educar é dar exemplo e qual exemplo aprendemos quando apanhamos? Que se resolve todos os problemas na porrada, aí quando a criança cresce e se torna um adulto revoltado e problemático os pais se questionam onde erraram…

 

Se você tem o mesmo ponto de vista que a gente, entre na blogagem coletiva e comece seu ano sem violência e na paz!

 

Bjus queridos era esse recado que eu queria dar.

 

Technorati Marcas:

3 comentários:

Camila disse...

Não sei o que foi pior naquele tópico: a mãe dizer que bateu no bebê de 6 meses ou as 5987 pessoas dizendo que era normal e que isso acontecia mesmo! affFoi revoltante!
Fui uma das poucas que falou pra mulher que aquilo não era normal e fui taxada de dondoca, de quem não tem problemas na vida e por isso nao sabe o que é perder o controle e bater num bebe. Afff

Aline Milanez disse...

Sabe Rê, eu acho que a violência contra a criança vai além do tapinha..esqueci de colocar isto no blog.. Acho que tb vale aquele tipo de chantagem emicional, ou a pressão psicológica e eu sofri muito isto na minha infância. Eu fiz terapia mas isto é muito difícil de sair. As vezes eu me pego dando bronca na Anna, muito nervosa mas me controlo, choro... Não quero que ela tenha os mesmos traumas que eu tive.
Minha cunhada teve uma DPP fortíssima de querer se matar..pergunta se ela deu um tapa no filho dela mesmo numa depressão horrorosa..não..questão de auto controle! Enfim, Enquanto isto for considerado uma coisa normal, muitas crianças ainda vão passar por isto pq é como eu disse, pra mim, isto é o estopim pra uma coisa pior..
Bjs!!

Rosangela disse...

é um assunto muito polemico , mais uma palmada em um bebe de 6 meses é d+ , bjs feliz ano novo, bjs para Sarah

Marcadores

síndrome de west (24) desenvolvimento (15) diabetes (6) gravidez (6) novidades (6) atualizações (5) desabafo (5) maternidade (5) atraso no desenvolvimento (4) book gestante (4) consulta pediatra (4) contagem regressiva (4) festa de um ano (4) gravidez e diabetes (4) segundo filho (4) Ano Novo (3) Apae (3) Dia das Mães (3) amamentação (3) chá de bebê (3) criança especial (3) fotografia (3) gripe (3) grávida (3) internação (3) mãe (3) sobre a mamãe (3) 21 semanas (2) 24 semanas de gestação (2) 4 anos (2) 4 meses (2) De Deus um anjo (2) Epilepsia (2) Novo layout (2) Obstetra (2) US morfológica (2) atualidades (2) cardiologista (2) controle glicemia (2) crise de epilepsia (2) demissão (2) escolinha (2) evoluções (2) fotolivro (2) grávida diabética (2) hipoglicemia (2) milagres (2) novo projeto (2) outros assuntos (2) primeira US (2) refluxo (2) selinho (2) sorriso (2) sorteio (2) tipos de parto (2) viagem (2) vivendo e aprendendo (2) volta ao trabalho (2) #protestomaterno (1) 1 ano (1) 11 dias (1) 11 meses (1) 12 dias (1) 12 semanas (1) 14 semanas de gestação (1) 17 semanas (1) 18 semanas (1) 19 semanas (1) 2 anos (1) 2 dias (1) 23 semanas (1) 28 semanas (1) 29 semanas de gravidez (1) 3 anos (1) 3 meses (1) 30 semanas gestação (1) 31 semanas de gestação (1) 33 semanas de gestação (1) 34 semanas (1) 35 semanas (1) 4 dias (1) 6 dias (1) 7 dias (1) 9 meses (1) 9 semanas gestação (1) Alta (1) Blogagem Coletiva (1) Constatações (1) Crianças Especiais (1) Deus (1) H1N1 vacina (1) News (1) O positivo (1) Onze meses (1) Relato de parto (1) Sarah (1) Saudades (1) Special Kids (1) Testado pela Mamãe (1) Theo (1) UTI Neo-natal (1) aborto (1) agradecimentos (1) alimentação (1) amor incondicional (1) assentos reservados (1) boas novas (1) caminhando (1) cesárea (1) cinco meses (1) como tudo começou (1) comprimidos hipoglicemiantes (1) concurso (1) convênio (1) crise gelástica (1) cólicas (1) data do parto (1) decisão sobre o parto (1) decoração (1) depressão (1) dia dos pais (1) diabetes tipo I (1) doencinhas infantis (1) dois meses (1) dor ciático (1) dor na perna esquerda (1) ecocardiograma (1) educação (1) entrevista de emprego (1) entrevista istoé (1) espasmos infantis (1) estresse (1) exames de sangue (1) expectativas (1) falando (1) felicidade (1) fraqueza (1) futuro (1) gentileza (1) gravidez em diabéticas (1) hemoglobina glicada (1) icterícia (1) infecção urinária. exame de toque (1) insulina (1) licença maternidade (1) livro da Sarah (1) luto (1) manifestações (1) medicação (1) milagre (1) nervo ciático (1) não é só por 20 centavos (1) papai Diego (1) papinhas (1) parto normal (1) polêmica da mãe vaca (1) pronto socorro (1) protestos em SP (1) protestos no Brasil (1) rapidinhas (1) refletindo (1) rotina (1) segundo trimestre gestação (1) selinhos (1) sensibilidade (1) sentimentos maternos (1) sexto sentido (1) suco (1) terceiro trimestre (1) tipos de diabetes (1) trabalho (1) ultrassom (1) ultrassom obstétrico (1) um ano (1) um mês (1) vacina (1) É amanhã (1)